Cães

Aqui

Gatos

Aqui

Todos nós temos um amigo. Se ainda não tem o seu foi porque ainda não o adoptou.

Que está à espera?

Visite a Sociedade Protectora dos Animais do Porto que tem a seu cargo seiscentos e cinquenta animais dos quais precisam de uma família que os ame incondicionalmente e de uma cama quente para dormir.

O nosso amor, apesar de muito, não é o suficiente mas o seu será.

Adotar é ganhar uma vida dentro da nossa. Garantimos que chegar a casa vai ser mais agradável e que a responsabilidade vai ser o seu ponto forte. Adoptar é dar e receber o dobro em troca.

Adoptar é ganhar um amigo mas um amigo de quatro patas.

Um amigo para toda a vida.

Alguns pontos importantes sobre a adopção realizada na SPA:

-Idade mínima para adopção: 18 anos;

-Residentes no distrito do Porto (salvo raras excepções);

-Assinar termo de responsabilidade;

-Pagamento do chip no valor de 10€/20€.

 

Adoptar um animal velhinho

Ao contrário do que muita gente julga, adoptar um animal velhinho é muito mais tranquilo do que adoptar uma cria ou um animal jovem e as doenças podem aparecer em qualquer altura do crescimento, é tudo uma questão de sorte e de genética. A verdade é que as pessoas são incentivadas pela alegria e pela energia que os animais mais novos transportam e portanto os animais idosos são deixados para trás sem a oportunidade de possuir um lar. Infelizmente são poucas as famílias que preferem animais mais velho. Isso porque não conhecem os benefícios! Citando alguns, esperamos convence-lo a dirigir-se à SPA com o intuito de fazer uma visita aos nossos “reformados”.

Porquê um animal velhinho?

– Um animal velhinho não trará surpresas. Ou seja, o animal já passou pela fase de definição de personalidade, ao longo do tempo o animal não vai apresentar mudanças de comportamento. Se ele é calmo, será calmo até ao final dos seus dias.

– Há muitas pessoas que apesar de gostarem de animais não suportam desarrumações nem móveis estragados/ruídos. A solução é mesmo um animal idoso, que não requer tantos cuidados e simplesmente se mantem tranquilo no seu canto.

– No caso do animal se tratar de um cão é complicado especialmente na hora do passeio. Para o cachorrinho tudo é uma novidade e o que ele mais quer é ser solto e andar nas corridas e nas investigações com as outras crias. A verdade é que isso requer um grande esforço físico do dono, para o disciplinar e acalmar. O mesmo não acontece com o cão idoso, este prefere a tranquilidade de um passeio e já possuí algum conhecimento sobre o que é uma rua e os outros animais que a envolvem.

– Uma questão muito relevante é acerca da companhia. É verdade que os animais mais novos fazem companhia mas esta é totalmente diferente da de um animal idoso que é capaz de ficar horas no sofá ou cama sem se mexer a receber carinho dos donos, assim como fica mais sensível ao estado emocional do seu companheiro humano, se estiver triste, o seu animal enrugadinho vai estar lá a acompanhar a sua tristeza.

– Por fim, não se deve preocupar com o tempo que vai viver com o seu animal. Apesar de este possuir uma certa idade, vai também ser um vira-latas e os animais sem raça definida vivem por bastante tempo e juntamente com o seu amor a esperança média de vida subirá, certamente.

Está convencido?

Visite-nos no seguinte horário de adopções:

Adopções

Segunda a sexta-feira: 09:30 – 11:30 / 14:30 – 16:00

Sábado: 09:30 – 11:30

Morada: Via Futebol C Porto 633, Porto, 4350-415 Campanhã, PORTO

Telf.: 22 589 8090

Email: spaporto@sapo.pt